ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Fotos Especial: Indianara Fernandes
Grande público prestigia o Carnaval de Rua de Concórdia
Nessa segunda-feira, dia 16, as Escolas voltam a desfilar, dessa vez para avaliação dos jurados
Publicado 16/02/2015
 

Por Rhayana Cordeiro

Mais um ano que as Escolas mostram um espetáculo de fantasias, alegorias e muito samba no pé. A previsão que era de chuva para a noite deste domingo, dia 15, não se concretizou e trouxe ainda mais animação para os componentes das Escolas e para as cerca de 10 mil pessoas que acompanham os desfiles do Carnaval de Rua 2015, Concórdia Sem Fronteiras, na Rua Dr. Maruri. A apresentação começou por às 21h, com muito brilho, cores e alegria na “Avenida do Samba”. “Com certeza o carnaval deste ano será mais um belo espetáculo, mas de nada adiantaria sem a participação de todos, do trabalho, da dedicação e da participação para fazer o melhor Carnaval”, destacou o prefeito João Girardi.
 
O desfile deste domingo não foi avaliado pelos jurados e sim pela imprensa. “A escola com a melhor nota no dia de hoje, terá um ponto extra na avaliação de segunda-feira”, explica o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Concórdia, Rodinei Zanella. Nessa segunda-feira, dia 16, a partir das 20 horas, as Escolas voltam a desfilar, dessa vez para avaliação dos jurados e para atribuição das notas que definirá a Escola campeã do Carnaval 2015. O Carnaval de Rua de Concórdia mais uma surpreendeu o público, com a empolgação dos foliões, as fantasias e alegorias, além dos sambas-enredo, apresentados pelas escolas.
 
 

Escola de Samba Matriz do Samba

O enredo “Desde o Tempo das Cavernas até a Idade Moderna, a Vaidade é o Que Move a Humanidade”, conduziu os membros da Matriz do Samba, que abriu o desfile. Com treze Alas, mostra que a vaidade faz parte da vida do homem desde o início da humanidade, seja ela dentro de cada ser humano ou em crenças religiosas. “Nos tempos atuais a vaidade toma novos conceitos, a busca do corpo perfeito e da beleza eterna fazem homens e mulheres procurarem procedimentos e privações. A ditadura da beleza nunca foi tão forte como nos dias atuais, o que acaba modificando o nosso comportamento”, explica Ronaldo Ritter, diretor de Carnaval.
 
A Comissão de frente faz alusão aos grandes orixás, em destaque Iemanjá, vertente de uma vaidade pura, respeito próprio, beleza, bondade e alegria, trazendo sempre com ela o espelho, símbolo da vaidade. As Alas mostram a vaidade de reis e rainhas, o uso da maquiagem e perfume, a busca pelas formas perfeitas e as roupas de luxo. O carro alegórico representa o século do culto ao corpo. Uma festa de vaidade, luxo e poder, representando também a vaidade da Escola.
 
 
G.R.E.S. Unidos da Alegria

Com o tema “Sustentabilidade, o Equilíbrio do Planeta em nossas Mãos: Preservar é Preciso”, os quatrocentos componentes da Unidos da Alegria trouxeram o enredo que tem como objetivo propiciar ao público uma reflexão sobre a importância da preservação da natureza, e a sustentabilidade de nosso meio ambiente. “Vamos fazer um grande espetáculo de arte, criatividade e beleza, mas principalmente vamos oferecer momentos de reflexão e tomada de consciência da comunidade sobre a necessidade de salvarmos o planeta da tragédia, fazendo todos ouvir ao grito que nosso planeta dá todo instante pela vida”, disse o presidente Gentil Matiollo.
 
A Comissão de Frente trouxe o “Espírito da Preservação”, representada por indígenas. O primeiro Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira, Serginho e Tainá, representaram “A Natureza em Harmonia”. A Escola apresentou quinze Alas que mostraram o equilíbrio do homem com a natureza, a importância da água, os programas que visam a preservação da natureza e a necessidade de reciclar. O carro alegórico “O Equilíbrio Sustentável do Planeta”, cria um clima de felicidade onde homem e natureza se completam.
 
 

Escola de Samba Império Guerreiro

Com o tema “Um Coração Guerreiro no Império da Fé”, a agremiação encerrou o desfile de domingo, pela “Avenida do Samba”, em Concórdia. Apresentou a fé como sinônimo de motivação ligada ao sentimento que evoca a esperança para a vitória, em que o indivíduo é envolvido em determinada dificuldade. “Dizem que o símbolo da fé é o coração e não importa questões religiosas ou de outras teorias. Os princípios da fé não se propagam apenas pela religião, mas pela incessante busca”, destacou o presidente, Alex Sutil.
 
Também com quinze Alas, a Escola iniciou o desfile com a Comissão de Frente “Guiados pela Fé – Guerreiros Africanos”. As demais Alas mostraram os cultos e tradições, o misticismo, as benzedeiras, a fé em arte e a fé que se renova. “Esse sentimento que sabemos entender e vivenciar, mas não conseguimos explicar, é verdadeiro, confiante, apaixonado. Guarda seus mistérios e gera uma força incomparável que desconhece limites. Pois até quem não tem fé em nada, tem fé que o nada existe”, reforça o carnavalesco da Escola, Hernane Siqueira.

 

Fonte: Ascom Prefeitura de Concórdia

Confira mais imagens

COMENTE