ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Nova greve dos caminhoneiros pode ser deflagrada nesta sexta-feira
Reunião que vai definir os rumos da mobilização ocorre hoje em Brasília
Publicado 26/03/2015
 

Por Ricardo Santuari

A greve dos caminhoneiros iniciadas no Sudoeste do Paraná e que se espalhou pelo Brasil no mês passado com dezenas de rodovias trancadas pode estar de volta a partir de amanhã. Tudo vai depender de uma reunião que acontece hoje em Brasília entre representantes de caminhoneiros e do governo federal para voltar a discutir a pauta de reivindicação da categoria. Idair Parizotto, um dos líderes das manifestações em Francisco Beltrão, disse ontem que dependendo do resultado da reunião a paralisação começa a partir da zero hora desta sexta-feira (27).

Segundo Parizotto, pontos pendentes como a moratória da dívida, tabela mínima de fretes e outros itens que não foram atendidos serão discutidos hoje. “Tem 400 caminhoneiros organizados prontos para parar”, afirma. A ideia é que após a paralisação se espalhe para regiões comecem a se mobilizar e a parar também.

Na página do Comando Nacional do Transporte no Facebook, que foi o principal meio de comunicação entre os caminhoneiros durante a greve do mês passado, uma mensagem postada sugere que o governo federal está “enrolando” a categoria. “Perdoem-nos pelos prejuízos causados, culpa de quem quer nos enrolar, mas estamos voltando a parar o Brasil”, diz a mensagem. Eles garantem que se a paralisação se concretizar, será ainda maior.

A reunião acontece hoje a partir das 14 horas na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Uma tabela referencial de fretes será apresentada pelos caminhoneiros e, caso não seja aprovada, eles prometem bloquear rodovias em todo o país. Um ônibus com representantes de transportadores autônomos saiu do Sudoeste em direção a Brasília para participar da reunião. Informações CGN

COMENTE