ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Maldaner considera que paralisação é ruim para momento econômico
Deputado afirma que é preciso ver como vai ser a adesão ao movimento, que ainda é incerto
Publicado 09/11/2015
 

Por Rhayana Cordeiro

Na manhã desta segunda-feira já são várias informações sobre a paralisação de caminhoneiros em rodovias por todo o Brasil. Sem uma liderança proclamada, o movimento se caracteriza pela adesão, principalmente, dos caminhoneiros autônomos e está crescendo a cada momento, sendo que ainda não se pode afirmar que é um movimento consolidado. 


O deputado federal Celso Maldaner, que também preside a Comissão Externa dos Caminhoneiros na Câmara, deu entrevista ao vivo no Jornal da Manhã da Rádio Aliança e ressaltou a preocupação com esta nova paralisação, já que o momento econômico é delicado e os reflexos disso podem ser muito negativos para todo país. 


Segundo Maldaner a paralisação é diferente da última que ocorreu especialmente por que não tem apoio das grandes transportadoras e embarcadoras. O Deputado explica que o aumento no diesel, o fato dos bancos não renegociarem as dívidas de financiamentos e do governo não determinar um preço mínimo para o frete, além da crise política e econômica, são fatores que causam a insatisfação da classe de transporte de cargas.


Apesar de todo esse ônus para os caminhoneiros, Maldaner defende que o melhor agora é conversar. Segundo ele a Comissão Externa do Caminhoneiros já trabalha na elaboração de um marco regulatório que deverá abranger as transportadoras, embarcadoras e profissionais autônomos. 


“Já vamos ter a primeira audiência pública agora no dia 19, com a participação do Paulo Simioni, depois vamos ter uma audiência também dos autônomos. Agora é hora de participar para fazer um ganha-ganha na legislação. Eu acredito que seria uma hora muito ruim para paralisar”, finalizou Maldaner. 

 

 

 

COMENTE