ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Em encontro com secretários, Governador faz balanço do atual cenário
Colombo reuniu secretários executivos das ADR's para tratar dos desafios para os próximos meses em Santa Catarina
Publicado 06/09/2016
 

Por Rhayana Cordeiro

O governador Raimundo Colombo reuniu na tarde desta segunda-feira, dia 5, em Lages, os secretários executivos das Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) para fazer um balanço do atual cenário econômico e político brasileiro e tratar dos desafios para os próximos meses em Santa Catarina.

 

"Estamos enfrentando uma crise muito grave, com queda de arrecadação e alta da inflação impactando os custos fixos. Os próximos meses ainda vão ser difíceis e exigirão muito empenho de todos em uma gestão cada vez mais eficiente e equilibrada", afirmou. Os secretários de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, e da Comunicação, João Debiasi, também acompanharam o encontro.

 

O governador Colombo lembrou que apenas em agosto deste ano a arrecadação em Santa Catarina teve queda de 0,5% em relação ao mesmo mês do ano passado, isso sem considerar a inflação do período. "Para manter o equilíbrio fiscal, é preciso que todos sejam muito dedicados no controle das contas. O desafio é muito grande, estamos conseguindo tocar tudo com normalidade mas temos que continuar apertando o cinto. E essas reuniões com o secretariado são importantes para nosso planejamento mês a mês", acrescentou.


Além de uma gestão cada vez mais rigorosa e eficiente, o governador Colombo ressaltou estratégias adotadas contra o cenário de crise, como a decisão de não aumentar impostos em Santa Catarina para manter a competitividade do Estado. "Essa é uma medida que beneficia toda a sociedade. Não aumentamos impostos e a economia que o catarinense tem com, por exemplo, o IPVA, a conta de energia e a de telefone, se compararmos com valores de outros estados, permite enfrentar de melhor maneira a inflação. Ao mesmo tempo, esse status tributário diferenciado ajuda a atrair novas empresas e a proteger e impulsionar o emprego dos catarinenses", explicou.

 

A continuidade no cronograma de obras, a reforma da previdência estadual iniciada em 2015 e a vitória da tese catarinense na renegociação da dívida dos estados com a União foram outros pontos destacados. "Estas medidas do governo estão produzindo resultados. Não está sendo fácil, mas estou seguro de que vamos fechar bem o ano, tocando todas as obras e com boa qualidade nos serviços para a população. Com a ajuda de todos, vamos conseguir vencer os desafios", acrescentou, lembrando que o mesmo rigor será necessário para manter o equilíbrio também em 2017.


O secretário executivo da ADR de Concórdia, Wagner Bee, participou do encontro e relata que o maior desafio das Agência de Desenvolvimento perante a crise é conseguir manter a economicidade, mas sem perder a qualidade na prestação de serviços à população regional. Bee destaca que na região não há maiores problemas, pois todas as obras que são realizadas pelo Estado, como o novo traçado do Contorno Norte, a revitalização da SC 355, Contorno Viário de Seara, implantação de rede de esgoto em Concórdia, entre outras, estão com os recursos garantidos e os trabalhos em andamento. 

 

Fonte Ascom Governo do Estado de Santa Catarina

 

COMENTE