ATENDIMENTO (49) 3441 2801
Já possui uma conta? Entrar | Cadastre-se

Faça login

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro. É rápido, fácil e garante acesso a diferentes serviços.

Cadastre-se

Caso você ainda não possua uma conta, faça o seu cadastro.

 

Arquivo.
MP pede cassação do diploma de Pacheco e Massocco
O promotor Felipe Prazeres Salum Müller da Comarca de Concórdia também pede a inelegibilidade dos eleitos em outubro
Publicado 13/12/2016
 

Por Rádio Aliança

O Ministério Público Eleitoral protocolou junto ao Cartório Eleitoral ação pedindo a cassação do diploma dos candidatos a prefeito e vice eleitos de Concórdia, Rogério Pacheco (PSDB) e Edilson Massocco (PR) por, compra de votos na eleição de outubro.

O promotor da Comarca de Concórdia, Felipe Prazeres Salum Müller pede também a inelegibilidade dos dois candidatos, conforme determina a Legislação Eleitoral. Com base nos autos o promotor afirma que está comprovado que houve compra de votos por parte do primo do candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Rogério Pacheco (PSDB). Os supostos crimes eleitorais ocorriam a partir da entrega de vale combustível.

A diplomação dos eleitos ocorrerá amanhã a partir das 17h no Fórum da Comarca.

COMENTE